domingo, 31 de janeiro de 2010

lobo na estepe!


Tempos difíceis...
cavalos irados, pés descalços e lobos na estepe!
A lua grande , enorme e fria, sete lâminas e um olho cego...
Do céu, chuva de anjos e santos, fuga alucinada e o céu vazio, abandonado e vermelho.
Um mundo todo de leis e ninguem entendeu como isso pôde acontecer...galope louco, rédeas mordidas e o mundo assim, tormento!
O lobo olhou pro alto, não reconheceu a lua e nem a femêa ao seu lado, apenas o mêdo cheirando forte e agonia...
Um tempo longe e ninguem esquece do dia em que anjos choveram feito lava...
E lobos na estepe fria!
Quase o fim dos tempos...quase!

Luiz wood

Um comentário:

  1. Belo conto, gosto de ler-te!
    "Quase o fim dos tempos... quase"

    Bom domingo

    ResponderExcluir