quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012


É o tempo apunhalando,
a vida soletrada em caminhos percorridos,
E um rio surgindo...dos seus olhos!
Um planeta vermelho dourado do sol,
uma criatura sem amarguras improvisadas,
E um rio surgindo...dos seus olhos!
Elfos pequeninos brincando num jardim,
luzes indecentes eletrocutando e pronunciando a palavra,
E um rio surgindo...dos seus olhos!
Um caminho exausto pisado pelo calcanhar estrangeiro,
esperando a tua cabeça dourada no ombro,
E um rio surgindo...dos seus olhos!
Um lenço vermelho enxugando as lágrimas derribadas,
as memórias encarnadas pro seu lenço enxugar.
E um rio surgindo...dos seus olhos!
E no tempo rebuscado, no contratempo encontrado,
fazer as mais lindas canções pra apenas ver....
...um rio surgindo dos seus olhos!

Luiz wood

Um comentário:

  1. Obrigada passarinho por abrir as asas e voar até meu coração.

    Te amo Lu

    ResponderExcluir